segunda-feira, 24 de agosto de 2009

RELACIONAMENTOS QUE NÃO DÃO CERTO COMO EVITA-LOS


Algumas pessoas que estão sozinhas ficam se perguntando por que o último relacionamento acabou, onde erraram e, ainda assim, continuam a começar relacionamentos que terão o mesmo final: "Não deu certo!"
O que acontece? Por que algumas pessoas não percebem que repetem o mesmo padrão na busca por um relacionamento e por mais que desejem um relacionamento duradouro, não conseguem passar os limites de alguns dias ou alguns meses? Para saber o que acontece por trás dessa repetição de padrão é necessário reconhecer os pontos em comum.
Pare por alguns minutos e reflita sobre seus antigos relacionamentos. Busque o que há em comum entre eles, seja na maneira como termina, como foi durante o relacionamento mas, principalmente, observe a maneira como ele teve início.

Segue abaixo os comportamentos mais comuns de pessoas que procuram desesperadamente por amor e que muitas vezes faz com que comecem relacionamentos que terão o mesmo fim que os anteriores e que os machucarão um pouco mais.
Leia abaixo e procure identificar se há alguma relação com seu jeito de agir:

1-Por medo, muitas vezes inconsciente, de ficar sozinho, aceita a primeira pessoa que aparece, sem analisar se existem objetivos em comum, valores semelhantes, ou ignora todos esses fatores.


2-Mesmo havendo sinais evidentes que mostram que não é a pessoa mais indicada para se relacionar, você ignora todos os sinais e insiste em tentar na esperança que ele (a) mude.


3-Ao conhecer alguém começa a ceder em tudo, anulando-se, só para agradar o outro, mas com o tempo percebe que perdeu a si mesmo,que ficou sem identidade.


4-Por não ter referências de um relacionamento sadio, permite-se receber muito pouco ou manter um relacionamento destrutivo.


5-Confunde amizade, gentileza, apego, simpatia, com amor.


6- Por dificuldade em dizer não, aceita sair com alguém mesmo percebendo que não é quem você quer.


7-Fica preso às aparências e promessas que raramente ou nunca se concretizam.


8-Simula um encontro "casual", deixando a outra pessoa sem opção.


9-Sem amor próprio ou respeito por si mesmo, implora que o outro fique ao seu lado, mesmo sabendo que o outro não o quer mais.


10-Acredita que o que essa pessoa, "que acabou de conhecer" ,fez no último relacionamento, não fará com você.


11-Pretende ajudar o outro a superar os problemas atuais ou passados, com o desejo inconsciente de salvá-lo e quem sabe, assim ele (a) irá perceber seu valor e ficará com você.


12-Ignora as incoerências entre as palavras e as atitudes da pessoa desejada.


13-Acaba de conhecer uma pessoa e já se imagina, ou age ou espera, como se tivesse um relacionamento de anos.

14-Insiste em querer que a pessoa seja o que idealizou, mesmo que ela se mostre muito longe de ser quem você espera que seja.


15-Confunde atração física com amor, ou espera que, mantendo relações sexuais, obterá o amor desejado.


16-Permanece no relacionamento mesmo estando infeliz, esperando que o outro mude, ainda que não demonstre nenhum interesse em mudar.


Como podemos observar, há alguns sinais evidentes que a relação dificilmente dará certo, mas por motivos, muitas vezes inconscientes, as pessoas ignoram esses sinais.


Há momentos em que tudo que conseguem perceber é apenas a confusão em que se encontram, onde os sintomas são facilmente identificados: angústia, pesadelos, dores no corpo, insônia ou necessidade de dormir mais, agressividade, irritabilidade, entre outros sintomas, mas acham que esses sintomas são causados pelo fato de estar só.

Não é a solidão que o leva a entrar em relacionamentos desastrosos, mas a falta de conexão consigo mesmo e, isso sim, é que intensifica a solidão. O que poderá refletir em todas as suas relações, seja brigando, machucando, sendo machucado, mantendo assim o mesmo padrão.

Para mudar padrões é preciso reconhecê-los e se responsabilizar por ter permitido que sua mente ficasse em total desordem.É preciso assumir-se. Você é a única pessoa que poderá arrumar toda essa desordem, toda essa bagunça.

Mas nesse momento, você deve estar se perguntando: "Como"? Primeiro entenda que se esconder, fugir ou evitar as dificuldades não irá resolver nada, pois quase sempre, ficar parado não produz mudança alguma.
É importante entender que toda experiência proporcionada pelos relacionamentos anteriores, ainda que tenham sido desgastantes e dolorosos, foram necessários para seu crescimento pessoal.


Só assim conseguirá quebrar esses padrões. Para isso só há um caminho: a consciência que muitas vezes queremos nos relacionar com alguém antes de nos unirmos a nós mesmos. Mas será que isso é possível? Não! Você não conseguirá receber amor de fora enquanto não receber o amor que há dentro de si mesmo! Pense nisso!


Aline Santos é Jornalista,Terapeuta Holística, Taróloga, Cabalista, Professora, Escritora, Palestrante, e Pesquisadora de Ciências Ocultas, e atende nas áreas de Florais de Bach, Fitoterapia, Aromaterapia, Terapia com cristais, Reiki, Cura Prânica e Tarô Terapêutico.
E-mail:
arcanjo.azul@hotmail.com

Um comentário:

  1. Olá, visitei seu blog!
    Gostei muito!
    Grande abraço!
    http://academiacameriniag.blogspot.com/

    ResponderExcluir